O acerto no passe

Publicado em Atualizado em


Desculpem lá, mas esta eu tive que colocar aqui: A idéia traduzida em crónica, do Hugo Pascoal. (o Luís de Freitas Lobo da Margem Sul)

25-Jan-2008 – In: Jornal Margem Sul
foto-hugo-pascoal.jpgPor: HUGO PASCOAL
A eficácia do passe é essencial no futebol moderno. A base de um futebol de transições defensivas e ofensivas correctas, visando uma estreita correlação com a posse de bola, acaba por ser o acerto com que um simples passe é efectuado. Hoje por hoje, este é um elemento de capital importância na sistematização colectiva do jogo de uma equipa.Muitos dos erros cometidos em competição têm a ver com a falta de trabalho específico durante a semana de controle e posse de bola. A pressão inerente ao próprio jogo acaba por demonstrar, de forma clara, as carências técnicas existentes em alguns atletas e a falta de força colectiva para poder disfarçar essas mesmas perdas por parca destreza individual.

A ausência de sentido colectivo é notória nas equipas em que, devido à falta de sistematização por tentativas, mais se nota as perdas de bola fruto de combinações erradas e decisões momentâneas precipitadas dos jogadores.

Actualmente, grande parte das equipas mistifica o seu jogo interior no meio-campo com atletas que defendem bem mas que revelam carências técnicas, por vezes gritantes, na construção de jogo, no avançar com a bola. Trabalhar, antes de mais, a técnica, por meio de acções individuais, o posicionamento ou a movimentação é fundamental. Saber ler o jogo na sua construção é essencial. Agir com inteligência táctica para recuperar a bola e deixá-la jogável no imediato requer um trabalho pormenorizado que varia de atleta para atleta consoante as suas características técnicas e morfológicas.

Quantas equipas não perdem ou empatam jogos por desconcentração de alguns dos seus atletas? A concentração é outro dos requisitos para a eficiência no terreno de jogo. A fragilidade psicológica que alguns revelam é outra das explicações para o cometimento do erro sob pressão.

Se se observar com atenção alguns enconros do CAN, que se joga no Gana, constata-se a enorme percentagem de passes errados e consequente perda da posse de bola em zonas proibidas bem próximo das áreas. As mudanças no sentido do jogo são constantes e bruscas. Só o treino corrige lacunas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s