Aos poucos Rui Costa poderá conseguir

Publicado em Atualizado em


Quando assumiu a pasta do futebol do Benfica, Rui Costa verticalizou objectivos, e uma das suas prioridades era dar uma volta profunda ao sector de formação, de modo a reactivar a dinâmica de criação de talentos e posterior projecção dos mesmos na equipa sénior. No ano passado fez regressar Miguel Vítor, um jovem central que – além de formar dupla com o rival Daniel Carriço nos sub-21 – vai consolidando posição no plantel e no onze titular, beneficiando, é um facto, de circunstâncias ditadas pela conjuntura e pela própria concepção do grupo de trabalho; na próxima época é garantido que haverá mais sangue da casa entre os seniores: os principais candidatos a (pelo menos) uma vaga são Yartey – extremo-esquerdo -, Leandro Pimenta – um seis ao estilo de Rúben Amorim – e David Simão – médio organizador -, todos no último ano de juniores.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s