Revolução no futebol inglês em defesa da formação

Publicado em


A Premier League vai sofrer uma verdadeira revolução em 2010/11, em defesa da formação dos jovens talentos, e que promete complicar a vida a alguns clubes ingleses, três deles fortes candidatos ao título: Arsenal, Chelsea e Liverpool.

A partir da nova temporada, os clubes podem apenas inscrever 25 jogadores seniores, lote que deve incluir pelo menos oito futebolistas formados no país, mesmo que estrangeiros – este critério é definido por aqueles que estiveram ao serviço de formações inglesas ou galesas durante três épocas antes do fim da temporada em que completem 21 anos. Os clubes que não conseguirem cumprir este requisito vêem-se assim limitados a diminuir o número de jogadores seniores inscritos, tendo, porém, à sua disposição a utilização ilimitada de futebolistas sub-21.

O grande objectivo desta legislação, com moldes semelhantes à utilizada pela UEFA para a Liga dos Campeões e Liga Europa, é fomentar a aposta na formação e assim permitir a ascensão dos jovens talentos ingleses, tendo em vista o renascimento de uma selecção de Inglaterra mais poderosa.

Fonte: O jogo

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s