Selecção de talentos


Modelo de Harre

Harre apresenta uma perspectiva extremamente interessante da problemática, pois considera que através da análise do processo de treino se consegue determinar se um jovem será capaz de realizar prestações de alto nível. Daqui se pode salientar que os programas de treino assumem um papel fundamental na identificação dos jovens atletas de sucesso. O processo de treino além do objectivo de preparar os atletas também tem uma função selectiva.
Por outro lado convém clarificar que não é apenas em situação de treino que se podem identificar características, como é o caso de alguns atributos somáticos. O autor considera também que o envolvimento social do atleta parece ser um factor importante.
Para além destas condições preliminares, Harre identifica um conjunto de regras e etapas fundamentais:

1- A selecção baseia-se em duas fases, uma geral (seleccionar todas as crianças com habilidade motora genérica elevada) e outra específica (seleccionar em função das habilidades especificas em certos desportos). A identificação é baseada em testes motores e análise da resposta em treino;

2- A selecção deve basear-se em factores críticos (valorizam características hereditárias e traços somáticos e motores) da performance que sejam responsáveis pela obtenção de níveis de desempenho elevados;

3- avaliar o desempenho de cada atleta em função do seu desenvolvimento biológico;

4- a selecção não deve basear-se apenas nos atributos somáticos e aptidões motoras, pois variáveis psicológicas e sociais podem ser determinantes no processo.

Modelo de Cazorla e Montpetit

Cazorla e Montpetit (1988), da experiência na natação propõem um modelo que assenta no atleta de alto nível, que é composto por 5 princípios:

1- Evidenciar as características próprias do atleta de alto nível; criar uma imagem referência para a qual os jovens atletas devem entender;

2- Definir medidas e avaliações para enquadrar o valor respectivo das qualidades identificadas nos jovens atletas, pelos treinadores;

3- Seleccionar medidas mais pertinentes e estabelecer as normas de referência;

4- Estudar a estabilidade das medidas seleccionadas em função do desenvolvimento dos atletas;

5- Verificação constante do valor preditivo do prognóstico realizado.

Fonte: Futebol Formação

Anúncios

5 opiniões sobre “Selecção de talentos

    andersom disse:
    Agosto 8, 2007 às 1:10 am

    sou jogador de futebol gostaria de3v uma oportunedade jogei na portugesa de desportos crb portugesa carioca tenho 21 anos brasileiro autura 1/81 peso 80 laterau esquerdo canpeao alagoano sulamericano canpeao en sao paolo vice canpeao em sao paolo des ta que no canpeonato carioca desta que da portugesa

    Pedro disse:
    Agosto 15, 2007 às 9:48 am

    Ola, parabens pelo blog, olha visto seres um interessado pela selecção e detecção de talentos poderemos trocar opinioes sobre esse tema se estiveres interessado.
    Abraço

    arturpinhel disse:
    Setembro 20, 2007 às 7:40 pm

    ola, eu gostava de entrar na selcção de portugal sub-19 ou sub-20.
    tenho um optimo pontapé esquerdo.

    Luis respondido:
    Outubro 2, 2007 às 4:26 pm

    Pedro, obrigado pela visita. Já te enviei um e-mail com o meu contacto, mas ainda não recebi resposta.

    Pedro disse:
    Outubro 17, 2007 às 8:06 pm

    Nao recebi…peço desculpa…Manda de novo. pmgt@hotmail.com ou escreve no meu blog http://www.treino-de-futebol.blogspot.com

    Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s